Gafes de maquiagem #1 – Lábios

Algumas coisas eu vejo por aí e me pergunto por que diabos as pessoas fazem isso com elas mesmas. Não sei até onde vai a falta de informação ou o gosto pessoal. Mas que é difícil você ver essas coisas e não fazer cara feia… Eike difícil.

1) Lápis labial escuro + batom claro

E acontece com as melhores pessoas.

 

O olho roxo da Christina está lindo, mas o contorno dos lábios… O lápis deve sempre ser o mais próximo da cor do batom possível. Qual seria o motivo estético de colocar um contorno mais escuro no lábio? Desenhar melhor? Definir melhor? A maquiagem serve para realçar aquilo que temos de melhor. Ninguém naturalmente tem o contorno labial destacadamente mais escuro que o lábio. Somente o fato de usar um lápis para desenhar o lábio já o define. A cor precisa ser igual ao batom exatamente para passar a ideia de que o lábio é desenhado perfeitinho. Sacou? 🙂

Dicas para bombar os lábios são (lembrando que brilho/branco aumenta, opaco/preto diminui):

  • iluminador ao longo do lábio no arco do cupido (vezinho do lábio superior): isso dá a ilusão que o lábio superior é maior.
  • gloss somente no centro do lábio sobre o batom: após o batom, se usarmos um gloss incolor (ou da mesma cor do batom) apenas no centro do lábio da a impressão que ele é maior.

2) Lápis por fora da linha do lábio

Se seu lábio é fino, uma fina linha de lápis por fora da linha labial faz o trabalho de aumentá-los. A minha diva Lisa Eldrige tem um vídeo sobre olhos esfumados para olhos encapsulados em mulheres maduras, mas ela faz esse truque na modelo ao passar o duo lápis + batom. Se feito direitinho, sem exageros, o truque funciona:

Mas quando não funciona…

Limpando os pincéis – parte 2

Depois de sabermos a diferença entre os produtos que podemos lavar nossos pincéis e qual água escolher, hora de falar com o que podemos lavá-los, quais os movimentos e como colocá-los na água para não estragá-los.

Materiais para lavar e os movimentos

Podemos lavar os pincéis com uma esponja, um pote/prato ou na própria mão. A Marlena e o Koren usam a esponja. A Michelle Phan usa um prato. A grande maioria dos maquiadores (e nos tutoriais por aí) usam a mão. Eu não gosto de usar a mão porque eu não gosto de ficar com a mão durante muito tempo embaixo d’água que não seja durante o banho. Eu uso um potinho pequeno de plástico estilo cumbuca. O que é necessário é algo que facilite a produção de espuma para a remoção da sujeira do pincel.

Existem as pessoas que advogam que o movimento feito para lavar o pincel seja em círculos, há que diga que deva ser de vai-e-vem. Sinceramente, acho que o formato que o movimento não é importante. O que eu acho que o movimento não deve ser brusco. Ele deve ser forte o suficiente para lavá-lo e não para destruí-lo. Apertar o pincel até as cerdas abrirem inteiras para lavar é errado. Isso pode estragar o pincel porque as cerdas podem não voltar para o lugar. Eu gosto de lavá-los pela lateral com movimentos de vai-e-vem.

Não existe uma ciência aqui. Estamos falando de lavar cabelo que está na ponta de um cabo de madeira. Qual é a diferença de lavar as cerdas de um pincel e de lavar seu cabelo? Pense nisso e lave seus pincéis e não esqueça de retirar todo o sabão.

Como colocar o pincel na água e como secar

Isto é um pincel por dentro.

Pincel em detalhe

As cerdas são coladas e elas somente existem até metade do cabo de metal que une as cerdas ao cabe de madeira. O outro lado se prende ao cabo de metal na madeira também com cola. A água, por ser o solvente universal, quando penetra dentro do cabo de metal dissolve a cola aos poucos fazendo com que as cerdas se soltem. Por isso o cuidado que devemos ter ao lavá-los. Eu gosto de tentar lavar somente as cerdas que estão do lado de fora do cabo de metal. Não gosto de colocá-lo embaixo d’água, mas já vi muito tutorial que os cabos de metal são colocados levemente para debaixo d’água.

Para que a água entre dentro do pincel, há duas “entradas”. Uma delas é a parte do cabo de madeira que fica em contato com o cabo de madeira. Não há muita cola ali e, quando a á entra, é um prato cheio para a destruição do pincel. A outra entrada é quando não colocamos o pincel na posição certa para secar. Os pincéis devem secar na horizontal ou com o cabo de madeira virado para cima de uma maneira que as cerdas não sejam pressionadas para que não haja um refluxo da água e umidade para dentro do pincel. O vídeo da Michelle Phan coloca isso de uma maneira bem interessante.

Limpando os pincéis – parte 1

Eu fiz um video sobre limpeza de pincéis, mas eu resolvi fazer upgrade no software de edição de vídeo. Aí… Nada mais funcionou. Para não perder a viagem, resolvi quebrar o conteúdo do vídeo em diversos posts para falar sobre limpeza de pincéis.

Pela internets a fora, a gente encontra diversos tutoriais sobre limpeza de pincéis: como limpar, quais produtos usar, qual água usar, quis movimentos fazer. Muita informação é simplesmente jogada, muitas vezes com argumentos fracos e sem pesquisa para embasamento. Eu sempre fui do tipo de pessoa que gosta de entender e não decorar coisas. Por isso, pesquisei e li para tentar desmistificar a limpeza de pincéis. Para essa primeira parte, vou discutir os produtos e a água.

Produtos

Na grande maioria da literatura, lava-se os pincéis com shampoo de bebê, shampoo normal, detergente ou sabonete antibacteriano. Os pelos dos pincéis funcionam como nosso cabelo: a única parte do cabelo que é viva é a que está dentro da nossa cabeça. Usamos diversos cremes para restaurar a proteína do fio para conservá-lo do sol, poluição, etc. Dessa forma, é bastante importante tirar todo do shampoo/sabão do pincel. Além disso, pode-se seguir com uma fase usando um condicionador para deixar o pincel fofinho.

As diferenças entre cada produto são as seguintes:

  • Shampoo de bebê e Shampoo normal: o que faz o shampoo de bebê tão especial para bebês é o fato de não arder o olho. A substância que faz o olho arder é a mesma que faz com que o shampoo crie espuma. Os shampoos de bebê, em geral, possuem um agente formador de espuma (surfactante) mais leve. Por isso ele fazem bem menos, se não, nenhuma espuma, não ardendo o olho do bebê. Além de fazer espuma, o surfactante é o elemento responsável por dissolver a gordura e óleo do cabelo. Como o surfactante aqui é mais leve, ele não retira a sujeira efetivamente. Bebês não são tão sujos, mas nossos pincéis talvez necessitem ser lavados mais de uma vez com o shampoo de bebê. Já o shampoo normal tem um surfactante mais poderoso, por isso ele arde o olho, faz mas espuma e tira melhor a sujeira.
  • Detergente e Sabão antibacteriano: ambos possuem agentes que matam bactérias, normalmente o triclosan e triclocarbono. Tanto o sabonete normal quanto o sabonete antibacteriano matam germes. O sabonete antibacteriano é apenas mais efetivo que o sabonete normal, ou seja, ele elimina mais bactérias através de ressecamento da célula. Por conta desse ressecamento que nossa pele fica um pouco mais sensível ao usá-los. Shampoos que compramos em supermercado não possuem agentes antibacterianos, não é a principal função dos shampoos e essa é a principal diferença entre sabão e shampoo.

Em química,  semelhante dissolve semelhante. A Michelle Phan e a Renata usam óleo para ajudar na limpeza dos pincéis. Eu não consegui encontrar o porquê do óleo ajudar a dissolver os produtos mais cremosos (delineador, base, corretivo, sombra em creme, blush em creme), mas que funciona… Funciona.

Água

Ferver água não filtrada mata apenas as bactérias e os microorganismos e faz a água ficar prórpria para uso, mas não elimina contaminantes perigosos que permanecem na comida. Analogamente, o fato de usar água fervente para limpar seus pincéis não favorece.
Se a água fervente não favorece, a água quente ou morna nem a fria também não favorecerá. Dessa forma, se você lava seus pincéis com a água da torneira, tanto faz se ela é fria ou quente. Escolha a que mais lhe agrada.

Fontes:

http://thebeautybrains.com/2010/06/19/how-is-baby-shampoo-different/

http://thebeautybrains.com/2006/04/22/how-shampoos-work-part-1/

http://thebeautybrains.com/2012/04/12/can-soap-really-kill-germs/

http://www.biomedicinapadrao.com/2012/05/pesquisa-de-estudantes-de-biomedicina.html

http://conversadebeleza.wordpress.com/2010/11/16/lavando-pinceis/

http://www.michellephan.com/post/my-ultimate-diy-brush-cleaner

http://www.mundomax.com.br/blog/tag/sobre-a-agua/

Solange Frazão na capa da Boa Forma de março

Alguém mais ficou pasma?! Alguém? Alguém? Buller? Ferris Buller?!

Solange Frazão tem olhos pequenos. Nessa maquiagem acima, alguém consegue enxergar os olhos dela?! O acabamento desse olho esfumado é simplesmente pavoroso. E por que diabos cercar o olho inteiro da pessoa de preto quando o olho já é pequeno?!

Mulher aprende desde pequena que preto emagrece, branco engorda. Isso acontece simplesmente pelo fato de preto absorver luz; e branco, refleti-la. Na maquiagem, o efeito é o mesmo: preto emagrece (ou seja, diminui) e branco engorda (aumenta, expande). Para não profetizar que quem tem olhos pequenos não pode usar olho preto (longe de mim ditar o que alguém pode ou não pode usar), aqui está a mesma maquiagem muito bem executada por algum bom maquiador:

Olho preto para olho pequeno
Olho preto para olho pequeno

O segredo aqui é esfumar bem o preto para não ficar muito marcado (afinal é um olho esfumado) e não se emocionar na hora de colocar o preto. Na pálpebra, não esfume muito acima do côncavo, apenas o suficiente para que as pessoas vejam o preto quando seu olho está aberto. Na linha dos cílios inferior, não completa o olho: esfuma no terço externo do olho e a cor vai, aos poucos, morrendo. Ponha um lápis nude na linha d’água, um iluminador no canto interno do olho para abrir o olho (que, ailás, está faltando na foto) um lindo blush e um batom e está pronto!