Compra massiva na Em Cosmetics

Sabe aqueles desejos que você guarda, guarda, guarda e solta tudo de uma vez só?

A Em Cosmetics é a linha de maquiagem da Michelle Phan. Eu a acompanho um pouco antes dela virar blogueira de looks da Lancôme. Sou super fã dela porque os vídeos são sempre muito criativos. Quando ela lançou a linha, eu fiquei louca, mas nunca consegui comprar porque eles não enviavam para o Brasil.

Durante esse ano, vieram duas mega promoções + minhas férias nos Estados Unidos = LUCRO.
Logo logo, muitas resenhas!

IMG_8045
Pó e base
IMG_8055
Paletinha e pincel de corretivo
IMG_8060
Lápis de contorno e iluminação
paleta
Paleta de sombras, blush e batom

Resenha: Corretivo Revlon Age Defying with DNA Advantage

Eu comprei diversos corretivos líquidos porque eu queria encontrar alguns que funcionassem comigo. Esse foi o caso do Revlon Age Defying with DNA Advantage.

IMG_9547

O que diz o fabricante? Concealer + powerful [1] anti-aging skincare targets: undereye puffiness [2], dark circles [3], fine lines and wrinkles [4], won’t settle into skin creases [5], hydrates [6] and brightens [7] for a revitalized look. Use with Cream Makeup for the ultimate protection against the signs of aging.

Uma tradução tosca: Corretivo poderoso [1] com tratamento anti-idade objetivando: inchaço abaixo dos olhos [2], olheiras [3], linhas finas e de expressão [4], não acumula [5], hidrata [6] e ilumina [7] para um look revitalizado. Use com maquiagem em creme para a proteção definitiva contra os sinais da idade.

A embalagem é bem comum: de plástico com a varinha de gloss. A textura do corretivo é líquida, mas não a ponto de escorrer. Além disso, ele é fino o suficiente para ser esfumado facilmente e é bastante pigmentado: um pouco cobre bastante. A cor que eu tenho é a 03-medium.

IMG_9549

 É realmente um corretivo poderoso para um corretivo líquido: é bastante pigmentado, esfuma muito bem e tem poder de cobertura. Eu gosto muito do que ele faz pela minha olheira [1] [3]. Eu não tenho inchaço [2], então não tenho como opinar sobre isso. Eu acredito que a parte de hidratação exista porque ele é bem delicado na área dos olhos, é fino e não craquela durante o dia [5] [6], mas ele acumula nas minhas linhas finas. Na verdade, isso acontece com todos os corretivos. Sobre o efeito anti-idade [4] não tenho o que dizer. Eu não acho que um corretivo ou base tenham esse tipo de poder de cosmético.

IMG_9550
Favor observar o corretivo presente apenas no (seu) lado esquerdo da foto e não no terceiro olho acneico no meio da minha testa. ktnxbai

Eu não tenho olheiras profundas, mas aquele pouquinho que não estava esfumado na minha mão na amostra acima foi o suficiente para meu olho.

Selo ALL THE FEELS Mario Star de Aprovação
Selo ALL THE FEELS Mario Star de Aprovação

Resenha: timeBalm Concealer da The Balm

Fui para os Estados Unidos em 2013 e um dos meus objetivos de maquiagem foi achar um corretivo dupe do corrector peach da Bobbi Brown. Eu tenho uma receitinha de como emular os efeitos do peach (e já criei mais umas duas), mas, no verão, quanto menos produto eu usar na área do olho, melhor.

Fiz aquela pesquisa básica na internets e o mais citado era o Correction Concentrate in Brightening Peach da Pixi, marca vendida somente na Target. Só consegui ir na Target em Fremont, CA e em uma loja em São Francisco e não achei o maldito. Quando fui para Nova Iorque, ia em tudo que era farmácia atrás de alguma coisa parecida, mas só decepção. Até que fui na Duane Reade da Times Square e vi um estande da The Balm e avistei os corretivos da marca. Fiquei testando horas todas as cores médias na mão até me decidir pela cor mid-medium.

IMG_9507

A embalagem é de plástico e bem resistente. A abertura do pote é grande o suficiente para colocar o dedo ou o pincel e retirar o produto. Ele vem com uma esponjinha que eu, particularmente, não uso e não sei por que ainda não coloquei fora. É meio chato de pegar a esponja do potinho porque ela preenche toda a área do pote e a esponja não tem nenhum tipo de alça. Aí toda vez que você faz força para tirar a esponja do pote, você acaba colocando produto nela.

O corretivo é bem molinho, bastante seco ao toque para um produto com emoliência e tem uma textura quase de mousse. Como ele é molinho, não precisa fazer força para transferir o produto do pote para o dedo. Ele transfere muito bem do dedo para a área do olho e é facilmente esfumável. Não é espesso, é bem pigmentado e é necessário assentar com um pó fininho para que ele não acumule nas linhas de expressão. A cor do mid-medium é um pêssego escuro e eu acho que ficou um pouco escura para aquela iluminada que eu tanto gosto. Talvez a medium fosse mais adequada.

IMG_9512

O que diz o fornecedor? Full coverage concealer for dark circles & spots. Use this uniquely smooth anti-wrinkle concealer all day to cover dark circles and imperfections while protecting your delicate skin from environmental stresses. timeBalm is packed with beneficial ingredients including Vitamin A, Vitamin C, Vitamin E, Soybean Oil, Panthenol, Linoleic Acid and Phospholipids to help you look absolutely stunning around the clock.

Numa tradução tosca: Corretivo de alta cobertura [1] para marcas & olheiras. Use este corretivo único, macio [2] e anti-idade [3] durante todo o dia para cobrir olheiras [4] e imperfeições enquanto protege a pele delicada de stresses ambientais. timeBalm está cheio de ingredientes benéficos incluindo vitamina A, vitamina C, vitamina E, óleo de soja, pathenol, ácido linoléico e fosfolipídeos [3] para ajudar você estar absolutamente deslumbrante em todas as horas [5].

IMG_9509

Não posso reiterar o lance das vitaminas, anti-idade e tal [3], mas o corretivo é de média para alta cobertura [1] e realmente macio [2]. A alta cobertura acontece com camadas porque o produto é relativamente fino. Porém ele cobre muito bem as olheiras [4] e eu admito que não uso ele sobre imperfeições do rosto. A durabilidade dele na pele é bem impressionante [5]. O preço é U$18 por 7,5g de produto e existem 9 cores. É um excelente corretivo!

Como substituir seu corrector Peach Bobbi Brown

Meu dias de glória estão acabando porque meu corrector Bobbi Brown está acabando. O mais parecido, num tiro muito muito longe, era um corretivo laranja de uma paleta de corretivo da Victoria’s Secret. Aí comecei a trabalhar com o corretivo laranja.

Foto por Qual Reviewer

Quando eu comprei essa paleta em janeiro, ela era bem boa. O corretivo deslizava na pele. Amei a paleta.
Mas com o tempo, ela começou a ficar grudenta e sempre crisava na área dos olhos. Achei que era a diferença de temperatura, mas ao ler a review do Qual Reviewer, a paleta fica mais grudenta e o produto crisa na pele. Como era o que eu tinha para trabalhar, tentei diversas técnicas: passar um pó para tentar tirar a grudentice e evitar crisar, misturar com outros produtos mais líquidos, usar pouco produto…

O resultado, claro, não era nada aos pés do Peach.
Nesse meio tempo, eu comprei o kit de make de pele da Koloss, o qual me deixou extremamente decepcionada. Mas a cor e a textura do corretivo ficaram na minha mente. Acabei comprando um pozinho corretor de cor pêssego da The Body Needs, mas ainda não testei na pele a combinação dos dois. Fiz uma mistura deles em um cd e ela pareceu dar certo.

Mais meio tempo depois, eu fiz umas comprinhas na Cherry Culture (minha lojinha favorita) e comprei o corretivo laranja de alta cobertura da NYX. Fui fazendo minhas experiências para tentar construir um corrector Bobbi Brown Peach para mim. Existem algumas ofertas no mercado sobre corretivos cor pêssego, como o da Contém 1g por R$55, o mesmo preço (convertido) do corrector e não tem o mesmo desempenho. Tem uma paletinha de corretivos da Avon que tem um na cor pêssego, mas esse não cheguei a testar.

Aí seguem meus testes para achar um produtinho tão bom quanto meu querido corrector:

 

A primeira foto é a falta de diginidade da pessoa em se mostrar na internets sem nada no rosto. Dá pra ver que a área ao redor dos meus olhos é mais escura que a grande parte do meu rosto.

Na segunda foto, apliquei o corretivo laranja em um lado e o Peach do outro apenas.

Na terceira foto, apliquei o corretivo cretino da Koloss sobre o corretivo laranja. O resultado foi quase parecido com a cor que o Peach tem.

Na última foto, depois da aplicação da base (Maybelline Fit), eu usei um pouquinho do meu corretivo Duda Molinos (marrom 01) para cobrir o pouco do laranja que ficou sobrando.

Eu achei que o resultado final ficou muito bom na minha pele. Achei um bom substituto para meu querido corrector Peach Bobbo Brown.

Sobre olheiras, corretivos e pans

A Fran é minha amiga da faculdade. Eu devo ter falado alguma coisa em alguma rede social sobre meu corrector da Bobbi Brown e isso ocasionou uma troca de email entre a gente sobre corretivos. Ela me disse as olheiras dela são bem marrons, coisa hereditária, e estão ficando cada vez piores!. Foi nesse email que eu sugeri que ela fizesse um teste muito bobo:

com uma colherzinha de café de plástico:
     1) raspa um pouquinho de corretivo e coloca numa superfície (prato, pote, bandeja de frios limpa…)
     2) limpa a colher
     3) olhando a roda das cores, raspa uma sombra da cor que cancela a tua olheira. se a sombra for matte é melhor porque fica mais parecido com o produto que tu precisa comprar, mas pode ser uma sombra com brilho que tu não usa muito. afinal, é só pra testar o cancelamento das cores.
     4) mistura bem essa sombra no corretivo e passa na olheira
     5) passa o corretivo normal (ou base) por cima e avalia o resultado
vai parecer um mundo de produto num lugar só, mas a ideia dos corretores/corretivos coloridos é cancelar/amenizar a cor da coisa que tu quer cobrir. tu não quer cobrir a olheira com corretivo verde, por exemplo. então é bem pouquinho de produto. aquele suficiente pra ficar esquisito e, quando tu passa o corretivo da tua cor de pele, aí que vem o resultado.

Por isso, o comentário da Fran no blog (se você quiser lê-lo inteiro, clica aqui):

Passei umas duas horas na frente do espelho e cheguei a algumas conclusões. Eu já tinha testado corretores coloridos e nunca tinha ficado completamente satisfeita, mas nunca tenha tentado direito mais do que um ao mesmo tempo. Descobri que as minhas olheiras ficam bem melhor camufladas com uma combinação entre corretivo verde e amarelo (patriota eu, né?). (…) Depois de camadas de corretor, base e corretivo, ainda se vê um pouco de roxo (mais pro rosa do que pro azul).

Ontem consegui ir a uma Sephora com Bobbi Brown e comprei o corretor. (…) acabei comprando o “light bisque” que a vendedora insistiu que era o certo pra mim. Hoje o experimentei pela primeira vez e achei que realmente o tom é o certo pra minha pele (o porcelain seria muito claro), mas a cor talvez não. (…) O problema é que, depois de cobrir com base e corretivo da cor da minha pele, eu ainda consigo ver um tom avermelhado (claro, EU vejo, olhando de perto no espelho. O namorado jura que tá perfeito). (…)

Por outro lado, SDS (que já ajuda a cobrir um pouco) + corretor BB + base (que cobre bastante) + corretivo (líquido, Fit Me da Maybelline) e ainda se vê olheira!!! (…)

Depois de ver esse teu post, há uns dias, fiquei pensando sobre o meu grau de exigência com cobertura. Passei a reparar nas olheiras de todo mundo na rua, na televisão, nas revistas. E a minha conclusão é que não existe essa cobertura toda que eu tô querendo (algo tipo um photoshop em potinho)… =P

Nas tuas fotos, a olheira não sumiu completamente, ainda existe uma sombra. E não tá feio, nem estranho, é o normal. O osso de cima do olho (nunca sei como chamar, o meu é bem pra frente) naturalmente faz uma sombra no lugar, sem falar na “profundidade” das olheiras (eu tenho as bochechas bem saltadas) que dificulta deixar tudo igual. (…)
O objetivo da maquiagem nas olheiras não seria fazê-las desaparecer completamente, mas apenas amenizar o problema pra que não fique chamando a atenção (que deveria estar nos olhos, na boca, etc).
O que tu pensas sobre isso?

Dito isso, estou satisfeita com o que eu consigo cobrir normalmente para o dia-a-dia. No entanto, para ir a alguma festa ou tirar fotos, eu ainda gostaria de cobrir mais.
No livro da Bobbi Brown, ela sugere que para olheiras muito escuras se use os dois corretores (peach e bisque), um por cima do outro. Por isso nem briguei muito com a vendedora e comprei o bisque, já estava nos meus planos ter os dois
Já tentaste isso (em ti ou em outra pessoa)?

Como diria Jack, vamos por partes.

Primeiro: O que tu pensas sobre isso?

Uma das primeiras coisas que eu pensei ao ler o teu comentário, Fran, foi que maquiagem não tem função 3D literal, ou seja, ela não preenche a profundidade do seu rosto. O primeiro exemplo que vem à cabeça para demonstrar isso é a Juliana Paes de verdade e na propaganda da Vivara.

Juliana Paes em diversas mulheres

Ela TEM bolsas abaixo dos olhos. Sempre teve, sempre terá. E nem sei se isso se resolve definitivamente com cirurgia. O ponto é: cadê as bolsas que a caracterizam tanto na propaganda da Vivara? Foram removidas com acúmulo de maquiagem para nivelar a pele? Claro que não! Em todas as outras fotos que ela está maquiada, as bolsas estão ali. Não tem o que fazer para esconder. Acho que nem com a base de maior cobertura do universo nivela bolsas. Agora, as olheiras dela, sim. Essas sim estão muito bem escondidas. E gostaria de deixar bem claro que eu acho a Juliana Paes uma das mulheres mais lindas do país. Com ou sem maquiagem. Aliás, é exatamente isso que define uma mulher linda: a maquiagem não faz diferença. Só melhora, não transforma.

Uma das primeiras coisas que precisamos separar é que maquiagem de pele corrige cor, não corrige faltas ou demasia de pele. Se isso faz sentido. Isso que as revistas vendem é Photoshop na sua grande maioria! Apesar de eu saber disso, quando eu olho uma revista eu preciso sempre me lembrar em voz alta disso. Eu tenho marcas nos olhos. A minha olheira, eu tapo com corretivo, agora a marca que ela faz… Eu não tenho o que fazer. Talvez aplicando uma base com uma cobertura mais alta, dê uma disfarçada. Mas eu não pretendo vir trabalhar parecendo que saí do Photoshop. Assim que eu tiver uma base com uma cobertura mais alta, eu faço esse teste e mostro aqui. A base com maior cobertura que tenho é a StudioFix Fluid da MAC e ela é cobertura média.

Outra coisa para separarmos é nossa autocrítica. Realmente, Fran, corretivo Photoshop like eu acho que ainda não tem… 🙂 Acredito que nem a Grafitobian consegue fazer algo nesse nível. E olha que é uma das melhores marcas de base/corretivo existentes. (Aliás, eu acho que é uma marca que você pode tentar achar por aí!) Ninguém vai catar a cara da gente numa festa pra olhar bem de pertinho e com lupa e te dizer: “é amiga, aqui na sua olheira *aponta* tem um espectro de vermelho”. Tudo é uma questão de manter a mente quieta, a espinha ereta, o coração tranquilo e a olheira camuflada o suficiente para que alguém que passe por você na rua pense “nossa, que cara boa a dessa menina!”.

Segundo: Já tentaste isso (em ti ou em outra pessoa)?

Sobre a ideia da Bobbi de usar os dois corretivos, eu concordo com ela porque o que ela prega faz muito sentido. Atualmente tenho alterado aos poucos minha rotina de pele por conta do fim do meu corrector Peach. #todaschora. Eu tenho uma paleta de corretivo da Victoria’s Secret. (Dica: fujam dessa paleta. É o pior produto que já tive para aplicar). E essa paleta tem um corretivo laranja. Desde então tenho feito testes com o corretivo laranja no intuito de achar um substituto pro falecido Peach. Eu usava apenas o Peach para olheiras antes da base. E, poucas vezes, usava um corretivo da cor da minha pele, Duda Molinos, depois. Mas sempre achava que ao  passá-lo acabava adicionando um quê de sombra e a área não ficava iluminada.

Minha nova rotina de cobrir olheira consta em usar o corretivo laranja de alta cobertura da NYX aliado àquele corretivo cretino da Koloss, mas ele tem a cor perfeita para fazer o laranja ficar pêssego e ainda iluminar a área abaixo dos olhos. Daí acreditar na tia Bobbi: se você olhar na roda das cores o espectro de laranjas consegue cobrir tons diversos de azuis, verdes e roxos. Usar o Light Bisque, no seu caso Fran, faz o trabalho de acertar o tom da sua pele, mas eu acho que o Peach ia ser muito escuro pra ti. Mas como eu não lembro o quão escuras são suas olheiras… 🙂 Eu acho que vale a pena tentar os dois sim.

Sobre os ossos que fazem sombra… Ilumina, gata! Já diria Paola Gavazzi. Mas você não precisa iluminar com produtos que tem partículas brilhosas ou reflexivas. Algo um pouco mais claro que o seu tom de pele e sem brilho também funciona. Por exemplo: na pálpebra, Fran, você pode usar uma sombra que é pouca coisa mais clara que a sua pele bem esfumado. Para iluminar a maçã do rosto, pra mim, o mais indicado é o iluminador mesmo. Talvez um pó da cor da sua pele, mas com fundo amarelado chutando. Digo isso porque a Bobbi tem um conjuntinho de corretivo + pó amarelado para iluminar. Colocar um pó facial mais claro pode dar a impressão de panda invertido.

Fico pensando que é bem desafiador fazer um contorno no seu rosto, Fran, pra disfarçar um pouco as maçãs do rosto. Todo mundo quer afinar o rosto, que é colocar o contorno abaixo da maçã… 🙂 A única coisa que vem rápido na minha mente é usar blushes sem partículas brilhosas ou reflexivas e de tom frio ou pó queimador como blush tudo um pouquinho abaixo do osso zigomático

Para concluir: lembrem-se, é só maquiagem!

Resenha: corrector Bobbi Brown

Bobbi Brown é uma maquiadora americana que tem sua linha de maquiagem desde 1991. Ela prega que a maquiagem seja o mais natural possível. A linha de maquiagem dela é toda voltada para essa linha, tanto que as sombras são todas dentro da paleta de cores pastel.

Um dos produtos mais conhecidos dela é o corrector. A ideia do corrector é fazer a correção de cor entre a cor da sua pele e a cor da olheira. Após a correção de cor, é hora de passar o corretivo para igualar e uniformizar a área. O corrector é um produto cremoso na medida certa: nem tão dura nem tão molenga. Ele tem uma boa espalhabilidade e a duração e eficácia são incríveis. Cada potinho tem XX gramas e tem o custo alto, por volta dos U$25. Mesmo assim, o produto vale cada centavo.

O que diz o fabricante?
A wakeup call for tired eyes. Corrector is pink- or peach-based to neutralize under-eye darkness [1] and is designed to be used before Creamy Concealer. New and improved formula is long-wearing [2] and brightens dark circles with quick, just-right coverage [3] that’s easy to blend and won’t crease [4]. And since great makeup starts with healthy skin, Corrector is infused with skin conditioners to protect the delicate under-eye area [5].

Uma chamada para despertar olhos cansados. O corrector tem base rosada ou base cor pêssego para neutralizar a escuridão embaixo dos olhos [1] e é projetado para ser usado antes corretivo cremoso. Com nova fórmula e melhorada é de longa duração [2] e clareia as olheiras com uma cobertura certeira e rápida [3], que é fácil de espalhar e não crisa [4]. E, uma vez que uma grande maquiagem começa com a pele saudável, o corrector é infundido com condicionadores de pele para proteger a delicada área debaixo dos olhos [5]. ***

Vamos testar os cinco pontos que eu acho importante do que o fabricante diz do produto. As fotos.

Preciso aprender a tirar fotos com óculos

Sobre [1]: a cobertura é diretamente proporcional à quantidade de produto usada. #duh mas é verdade. Não dá pra ser lá muito pão dura com ele porque aí você vai achar que a cobertura falada na descrição não é verdadeira. Nenhum produto quando é não adequadamente aplicado, em questão de quantidade, não cobre direito.

Sobre o [2], a duração é incrível. Aqui está uma foto minha após de correr e observe que ainda há corrector ao redor dos olhos.

Já o fato de clarear as olheiras, o [3] tem duas faces: uma que, neutralizando a cor escura da olheira você automaticamente clareia a área. Outra que, já que o corrector não é da cor da sua pele (para a minha pele é levemente mais quente e mais clara), também ilumina a área. Eu não tenho muita olheira, mas é o suficiente para escurecer um pouco a região. A aplicação do corrector corrige bem essa minha escuridão e ilumina a área.

Sobre o [4], durante a aplicação, ele acumula nas linhas finas. Pelo menos, em mim, isso acontece. Já as minhas linhas de expressão são grandes o suficiente para o depósito do produto, dá pra ver na foto. Para evitar tanto ou todo acúmulo, eu costumo, logo após de aplicar o corrector, passar uma finíssima camada de pó em apenas uma passada sobre a área. Isso acontece com qualquer produto que eu coloque ali. Além disso, o corrector tem textura cremosa e bem maleável. É muito tranquilo de retirá-lo com o dedo do pote e aplicá-lo no olho. Tanto com batidinhas ou espalhando, o produto sai bem do dedo para a área aplicada.

Aí fiz dois testes: um com pouco produto (à direita) e com mais produto (à esquerda). Utilizei a mesma base e o mesmo pó nos dois dias. Em Curitiba, fez dias normais de primavera (frio pela manhã e calor ao meio-dia) na semana de 15/10/2012. Tudo ficou no lugar.

Sobre o [5], eu não sei julgar se os hidratantes realmente fizeram alguma diferença na minha área dos olhos. Eu acredito que não, mas também não fizeram nenhum mal. Minhas olheiras permaneceram as mesmas desde que comecei a utilizar o produto. Não senti nenhuma diferença na hidratação e proteção da área já que o produto não tem fator de proteção solar. Apenas diz que tem hidratante.

Então: minha conclusão é: para o [1], [2] é mérito total do produto, [4] é mérito do produto, mas teria de testar em alguém que não tenha tantas linhas aparentes quanto eu. [5] eu não sei como avaliar. E [3] na parte de clarear, é mais uma jogada comercial para vender o produto, já na facilidade de aplicar o produto é totalmente verdade.

Mas dou nota 10 de coração!

*** Livre tradução

Resenha: Base, pó e corretivo HD da Koloss

Tudo bem que é barato, tudo bem que é nacional. Mas tudo que eu tenho para dizer é : RUN! RUN TO THE HILLS!
Eu comprei os produtos numa campanha da Coquelux, mas para constar: a base sai a partir de R$21, 90; o corretivo, R$16,90; e o pó, a partir de R$12,90. Eu acho que até a Koloss não acredita no produto que nem tem descrição dele no site. Pelo que consegui pesquisar nas lojas e na internet, são 5 cores de base, 4 de corretivo e 4 de pó e a base que mais se assemelhou ao meu tom de pele foi a cor 1, a mais clara.

Base

A base vem numa embalagem de plástico estilo bisnaga com 30g de produto. Tem uma textura aerada e boa espalhabilidade. Quando ela seca, realmente dá uma aparência matte no rosto e fica bem sequinha. Apesar de ser um produto HD, tem baixa cobertura e pouca duração. Eu me maquio entre pela manhã e saio de casa sempre às 8h. Logo antes do almoço eu já estava quase sem base.

Mas o fato que me faz mais gongar a base foi o seguinte. Eu fui trabalhar, como sempre, e passei a base. Era o dia de levar meu gato no veterinário e, como em dias de primavera normais, faz um friozinho de manhã e calor ao meio-dia. Como o Mussa odeia ir na maleta, eu tomei um suador dele para colocá-lo ali. Fui ao veterinário e, lá no consultório, resolvi me olhar no espelho. O que eu vejo?

Base crisada!

Eu fiquei muito brava. Já me bastava que a cobertura é zero e a duração dela é ridícula. Bastou um calorzinho, uma suadinha pra base restante no meu rosto crisar?! Corram dessa base. Pra não falar, assim, tão mal da base: se o dia não fizer calor, se você não precisa da face linda e maravilhosa por mais que três horas e não precisa de cobertura, essa é a base para você.

Como assim uma base HD sem cobertura?

2 demãos para cobrir?

 

Ah, não sei, gente. Não estava lá na hora que conceberam e nomearam o produto.

Corretivo

O corretivo também vem numa embalagem estilo bisnaga de plástico. Vem com 10g de produto e tem textura aerada também e é muito, mas muito leve. Por isso, ele não tem salvação mesmo. É o produto que menos cobre algo que já tive oportunidade de ter. Na foto, tem a quantidade usada para cada aplicação. Alguém pode dizer que estou usando pouco corretivo. Mas não é pra ser um corretivo HD?

A última compra que fiz no The Body Needs, comprei um blush matte pêssego para tentar fazer com que esse corretivo sirva pra alguma coisa com a dica do e, aí beleza? de misturar um produto em pó para ter a cor que você precisa. O corretivo tem um fundo rosado/pêssego. Talvez misturar o blush dê textura e o conjunto talvez funcione para substituir meu corretor Bobbi Brown.

O pó vem numa embalagem plástica com aplicador estilo puff. O pó é super fino e é o produto que mais presta no conjunto apesar do tom dele não ter nada a ver com o tom da base. É uma porcaria aplicar o pó da embalagem (voa produto para tudo que é lado e você fica toda carimbada), nada que um pincelzinho ou o próprio aplicador para esfumar o produto.