Comparação: looks das paletas Naked

Vocês viram que eu tenho duas paletas Naked da Urban Decay: uma falsa e uma verdadeira. Essa semana, eu consegui acordar duas vezes com tempo para fazer um olho com sombra para ir trabalhar. Fiz o mesmo look com as mesmas sombras das duas paletas. Usei a Sin no canto interno para iluminar, Buck do canto interno até o centro da pálpebra, Darkhorse da metade da pálpebra para o canto externo e Smog no centro da pálpebra para brilho. Aproveitei para testar os pincéis e usei o primer da UD que vem com a paleta verdadeira.

Na hora da aplicação, as sombras da UD são:

  • macias: apenas passar o pincel sobre a sombra com uma leve pressão é o suficiente;
  • não esfarelam excessivamente: o que sobra é facilmente pego por você com o pincel não ficando farelinhos perdidos no estojo;
  • muito pigmentadas: o que restou no pincel após a aplicação da Darkhorse foi quase suficiente para aplicação na linha dos cílios inferiores;
  • duração incrível: a Smog ficou no canto interno até o meio-dia!;
  • transferem bem tanto para o pincel quanto para a pele.

O pincel Good Karma é muito bom para aplicação com batidinhas e para passar na linha dos cílios inferiores. Pelo formato e pouca maleabilidade das cerdas, obviamente, ele não esfuma. E eu acho que esse foi o dia que eu tomei chuva na volta pra casa…

Antes por volta das 8h e depois por volta das 21h
Antes por volta das 8h e depois por volta das 21h

Na hora da aplicação, as sombras da Naked Made In China são:

  • macias: mas não tão macias quanto as verdadeiras sombras UD;
  • esfarelam: ao passar o pincel, elas esfarelam mais que as verdadeiras, mas também dá para pressionar o pincel sobre os farelos para pegá-los;
  • bem pigmentadas: achei a pigmentação excelente, mas acho que por não serem tão macias, para a aplicação, no geral, necessitou mais cor;
  • duração incrível: duraram até o fim do dia. E olha que esse foi um dia LONGO exceto pela Smog que sumiu antes do meio-dia como quase todas as sombras iluminadoras que tenho;
  • transfere bem do pincel para a pele, já da sombra para o pincel precisei de um pouco mais de pressão.

O pincel cópia do Good Karma é tão bom quanto o original. Ele tem as cerdas mais flexíveis que o original, mas não vejo isso atrapalhando na aplicação com batidinhas. Já na aplicação na linha inferior dos cílios, preferi o pincel original por conta da não flexibilidade das cerdas.

Antes por volta das 7h e depois por volta das 22h30
Antes por volta das 7h e depois por volta das 22h30

No fim, as sombras falsas estão quase pau a pau com as verdadeiras, apenas o acabamento de cada sombra que deixa a desejar especialmente nos acabamentos brilhosos. Mas, nem por conta disso, minha raiva de ter comprado uma paleta falsa enquanto achava que comprava uma verdadeira passa.

Urban Decay’s Naked Palette: NAKED

E aí? Qual é a verdadeira?

A primeira, a de cima, comprei foi na Make-up Paradise by Exportadora Brasil. Achei tão barato, mas tão barato (R$85,99)… Devia ter desconfiado um pouco mais. Mas eu estava tão louca atrás dessa paleta que fiquei cega pelo preço e acabei comprando. Ela chegou e eu abri o pacote… Quanta decepção. O acabamento da embalagem é uma das coisas mais toscas que já vi na vida, as cores das sombras completamente opacas comparadas com as tantas fotos que vi, a falta do primer, o pincel…  O link para o produto vendido é esse aqui. Hoje, há a descrição que é a “réplica oficial”. Desde quando existe isso?! Para mim, ela é falsa mesmo. E outra: pare para ler a descrição do produto inteiro. O título do produto diz que a loja vende apenas a paleta e o pincel, mas na especificação do modelo está escrito “Naked 1 + primer”. E o mais legal é, apesar de vender a tal da “réplica oficial”, todas as fotos são do produto verdadeiro.

Uma amiga, a Priscilla, a primeira dona dos meus gatinhos, mora nos Estados Unidos. Ela vinha para o Brasil e perguntou se eu queria alguma coisa. Estava tão brava que acabei comprando uma paleta verdadeira pela Sephora americana. E a única coisa que pensava era em comparar a falsa com a verdadeira. As cores eram, pelo menos, parecidas com as fotos que eu vi pela internet. Greve do correio e tal, a Pri veio e já havia voltado, somente dia 02/10 recebi minha paletinha verdadeira e linda com Primer Potion e tudo.

Primeira diferença: embalagem.

Eu que fiz o rasgo na embalagem da parte de cima da foto ao tentar abrir.

A paleta verdadeira vem numa embalagem de plástico transparente. Dentro dela, uma embalagem de plástico roxa contendo a paleta e o primer. Na paleta falsa, apenas uma caixinha de papel. Percebam que na parte de trás da embalagem da paleta falsa não há a foto do pincel e possui aqueles risquinhos de alguma coisa que não está na paleta.

Segunda diferença: aparência.

A paleta na parte de cima da foto é a falsa apesar de, no verso da verdadeira, estar um adesivo apresentando mais detalhes. Até os detalhes apresentados são diferentes. A falsa até tem um “eve pencil” descrito!! Vai ver que os risquinhos da parte de trás da embalagem da falsa são do “eve pencil”…! Hahaha A especificação do primer também aparece na paleta falsa apesar da venda ter sido feita sem ele. Observem como a falsa parece velha e desbotada do sol, como as letras em dourado estão em mau estado. Ao toque, o veludo da paleta falsa é super áspero. Muito das letras escritas são tortas na paleta falsa. Dá muito ódio de ter sido enganada.
Mas vamos aos detalhes do acabamento da parte interna das paletas.

Terceira diferença: acabamento.

Luz natural vindo da esquerda da foto
Flash spot de luz vindo de cima

A borda de onde está cada sombra é muito mal acabada na paleta falsa. A sombra parece estar afundada. E fora a marcação dos imãs que fecham a paleta. As fontes que descrevem os nomes das fontes são completamente diferentes, os nomes não estão centralizados e Darkhorse está escrito em duas palavras na paleta falsa. Quando eu bati o olho aqui eu gritei: “comprei uma paleta falsa”.
Olhem como algumas sombras da paleta verdadeira brilham bem mais.

Quarta diferença: peso. A paleta verdadeira é pesada. Bem pesada. Não consegui tirar foto do peso porque a minha balança está sem pilha… 😦

Quinta diferença: pincel.

Essa foto ficou muito mal batida…

O pincel da paleta falsa parece que veio usado de tão batido e arranhado que está. Ao toque, o pincel verdadeiro tem bem mais cerdas que o falso e ambos os pincéis tem cerdas sintéticas. Há também a diferença de tamanho: o pincel verdadeiro é relativamente maior que o falso. Além da coloração.

Sexta (e última) diferença: cores.

As cores que deveriam ter acabamento bem shimmer (Sin, Sidecar, Half Baked, Smog, Toasted, Gunmetal) não possuem um acabamento tão bonito na paleta falsa. E, como se pode ver na amostra da Creep e da Sidecar, elas são muito macias e esfarelam para caramba. Na minha opinião, as cores que mais diferem são Virgin, Sidecar, Smog, Toasted, Hustle e Gunmetal.

Meu namorado perguntou: “e você tem certeza que é falsa? E se não é algum tipo de empresa que faz um produto pra um pedaço do planeta e outro produto para outro pedaço?”. Dei uma vasculhada no Google e, de tudo que vi, esse blog disseca as diferenças (imã, primer, embalagem…). Sim, tem paleta falsa vendida numa embalagem muito similar à verdadeira. Outro link, que obviamente não acho agora, é de um vídeo de uma menina que diz que a pigmentação das sombras da paleta falsa é muito similar à verdadeira apesar das diferenças nas cores. Isso, veremos durante às próximas semanas. Agora que tenho as duas paletas, tenho como avaliar a pigmentação e uso das sombras.

De qualquer forma, resolvi mandar um email para o fale conosco da Urban Decay.

Tá aí.