Resenha: Blush Iluminador Isabela Capeto Para Panvel

IMG_7494

Eu só tinha visto o blush na resenha da Karen Bacchini e, mesmo assim, decidi comprar. A cor parecia uns blushes que eu já tinha. E como eu realmente gosto dessa cor de blush, me joguei. Quando eu abri o bendito, me lembrei direto de tantas resenhas que vi sobre o blush Orgasm da NARS. Dei uma pesquisada e, pelo que li e vi, ele me parece mais claro. E outra, algo que nunca tinha parado pra pensar: que o Berry Shimmer, blush da Wet N Wild, é um grande candidato a similar ao Orgasm. E EU TENHO ESSE BERRY SHIMMER. *_*

Fiz uma montagem muito tosca pra tentar mostrar essas diferenças/semelhanças:

Foto dos blushes da NARS daqui: http://www.allurabeauty.com/2011/review-nars-danmari-all-about-cheeks-palette/
Foto dos blushes da NARS daqui: http://www.allurabeauty.com/2011/review-nars-danmari-all-about-cheeks-palette/

Está na minha lista de compras para as férias uma paletinha muito safadjeenha da NARS. No final do ano, eu trago uma resenha mais shoobeedoobah sobre essas diferenças/semelhanças.

IMG_7497

Eu tenho argumentos de sobra para não gostar desse blush: ele é esfarelento, a duração dele é pífia (não sobreviveu até a hora do almoço!) e eu levo horas pra fazer ele aparecer no meu tom de pele. E eu tive o mesmo problema com a embalagem que a Marina Smith teve, tanto no blush quanto no quarteto de sombras. Mas depois que você consegue aplicar ele direitinho, ele é a coisa mais linda. Os brilhos dourados deles dão uma iluminada única na face. É de morrer só de ficar olhando.

blushes2
Isso foi o melhor que consegui, mas ao vivo, é bem diferente.

Esse blush é a coisa mais difícil de fotografar na minha pele. Como eu sou morena, eu preciso dar uma carregada na aplicação para a cor aparecer e esfumar para que eu não fique com uma chinelada no rosto. Para as fotos, eu apliquei sem critérios para ver se eu conseguia captar a cor correta. Foram necessárias 45 fotos, nas mais diversas luzes que existem no meu apartamento para chegar no resultado apresentado.

blush
Bonitinho, mas ordinário

Resenha: Primer Tonalizante Facial Isabela Capeto Para Panvel

Desde que vi a chamada para o lançamento da coleção Isabela Capeto Para Panvel, eu enlouqueci. Achei a embalagem tão, mas tão linda que decidi que queria a coleção inteira. Vi que a coleção já estava à venda online e fuçei tudo. Ao finalmente ver que ela já estava nas lojas físicas, o preço médio de 20 reais por item (o primer custa R$ 25,90) me desmotivou a compra da coleção toda porque Estados Unidos em outubro.

A Panvel já tem um primer, mas o primer da coleção Isabela Capeto Para Panvel é bem mais caprichado.

IMG_7501O que diz o fabricante? Uma das maiores estilistas brasileiras, Isabela Capeto, reconhecida por sua moda artesanal, romântica e ao mesmo tempo urbana, une-se a Panvel para criar uma charmosa coleção de maquiagem, com o mesmo objetivo de suas produções, fazer com que as mulheres se sintam lindas. O Primer Tonalizante Facial Isabela Capeto para Panvel é um produto diferenciado e multifuncional, pois uniformiza a tonalidade da pele [1], disfarça as imperfeições [2], possui uma textura extremante macia, aveludada [3] e de toque seco [4]. Indicado para todos os tipos de pele [5]. Oil-free [6].

Sobre [1]: uniformiza a minha tonalidade de pele (sou NW30). Eu tenho áreas mais avermelhadas ao redor do nariz e mais despigmentadas ao redor dessa região (que complicado). O primer deu uma boa ajustada nessas cores. As poucas resenhas sobre meninas mais claras usando o produto sentiram uma diferença de cor ao aplicar o primer sobre o rosto.

Sobre [2] e [3]: A textura me lembrou o primer da Marina Smith: bem siliconado. A pele fica realmente macia e aveludada. Passar meu querido corretivo da Bobbi Brown sobre o primer foi um pouco complicadinho por conta da aveludância da pele…! A espalhabilidade dele é excelente. E ele disfarça muito bem as imperfeições!! Fiquei impressionada. Eu tenho poros muito bem presentes ao lado do nariz e eles quase sumiram com uma primeira aplicação. Na segunda aplicação, bem localizada nessa região, os poros simplesmente sumiram. Eu realmente bati palmas para a Panvel após aplicar o primer no meu rosto.

Sobre [4]: minha pele é oleosa. Depois de muita preguiça resistência, comecei a lavar o rosto pela manhã. Não notei uma diferença direta na diminiução da oleosidade ao aplicar, mas o toque seco pós aplicação é uma realidade. O que notei foi que, na foto para o post, ele retira o brilho da pele.

Sobre [5]: indicado para todos os tipos de pele? Sim! Para todas as cores de pele? Eu acho que não. As resenhas do Coisas de Diva e do E Aí, Beleza? reclamaram exatamente da cor do primer: que ficou um pouco manchado na pele. Se você é mais morena como eu e a Marina Smith, acredito que o primer só venha a acrescentar. Se você não tem problema em levar mais um tempo aplicando o primer e esfumando-o bem, você vai se adaptar.

Sobre [6]: não senti nenhuma diferença sobre aumento de oleosidade na pele ao usar o primer.

primer
Super aprovado!

A única coisa que não consta na descrição oficial do produto é a durabilidade. Eu não achei que fez muita diferença quanto a isso, achei que minha maquiagem durou a mesma coisa de sempre. Eu achei também que a base/bb cream ficaram mais bonitos e mais fáceis de aplicar do que com a grande maioria dos primers que já usei, ele é tão bom quanto o POREfessional da Benefit quanto o da Marina Smith. O que eu realmente gostei foi do disfarce dos poros e do preço. 

primer
Todas aplaude!

Dica rápida: misturinha de batom

Não tem a cor de batom que você quer em uma bala só? Usa duas para conseguir a cor que você quer!

No, you can’t read my DUCKFACE!

O método preguiçoso rápido que eu uso é: passa em um lábio uma cor e; no outro, a outra cor! Esfrega um lábio no outro e, se precisar, dá umas batidinhas com os dedos para assentar. Simples assim! 🙂 Na foto, eu usei uma passada o Cristal Adore e três do Mel.

A concentração do produto você escolhe: produto mais concentrado = mais cor. Se for misturar uma cor mais escura e que a outra, quanto mais produto da cor escura você usar, mais a cor final puxará para este lado. Eu não sei o que aconteceria quando misturar batons de acabamentos bem diferentes, tipo um bem matte e um bem cremoso. Eu não sou muito fã de batom matte, aí eu nem tenho um deles pra poder testar.

Mas lembra: batom mais cremoso, maior a possibilidade do produto escorrer.
Meus truques para o batom não escorrer é 1) passar um pó (translúcido, matificante…) entre uma camada e outra de batom que nem a diva Lisa Eldrige ensina aqui lá pelos 11 minutos e 2) ter sempre um lápis da sua boca ou a cor mais parecida com o seu lábio ou o lápis da mesma cor do batom. Passa o lápis em todo o lábio e com bastante capricho na linha do lábio, passe o batom de sua preferência e vá desfilar!

Ah, o flip horizontal na vida de alguém…